Muito além da gramática
Muito além da gramática
Foco dos cursos que ensinam a língua portuguesa nas empresas avança para temas como o acervo cultural e clareza de ideias
Tablet_MarcosSantos_USPImagens_B
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 3,33 out of 5)
Loading...Loading...
11 - jun - 2014
0 Flares 0 Flares ×

Erros de gramática, concordância, pontuação etc já não reinam soberanos no mundo dos cursos sobre comunicação escrita dentro das empresas, embora o bom uso da gramática ainda seja o tema mais demandante. A facilidade de comunicação ampliada com as novas tecnologias e o maior acesso à informação começam a exigir outras habilidades na comunicação interna das empresas. A ampliação dos meios de exposição de ideias, com a popularização de programas como Power Point e Prezi, em reuniões, e das redes sociais no relacionamento diário da empresa, começam a exigir outras habilidades além da exposição gramática perfeita.

 

Além de se expor mais, os funcionários, até por causa das maiores possibilidades de comunicação, também correm o risco de dispersarem sua fala ou seu texto, deixando o tema principal e necessário ou agregando outros não tão importantes. Ganhou importância um outro tipo de inteligência. Na visão de Ana Catarina Kretly, gerente comercial na consultoria Scritta, especializada em comunicação empresarial oral e escrita, é fundamental que o profissional mude a atitude ao escrever, se colocando no lugar do interlocutor para então pensar no conteúdo do texto e na argumentação que vai usar. “Ele deve ser um poliglota na própria língua, saber se comunicar com diferentes os públicos, cliente, fornecedor ou chefia”, recomenda.

 

A mudança teve que acontecer também nas próprias empresas que prestam esse tipo de serviço. “Começamos há 11 anos com foco em gramática e até hoje as empresas nos procuram com essa necessidade. Mas ao longo dos anos temos percebido que esse não é o principal problema. Trabalhar a qualidade do texto buscando coesão, coerência e objetividade tem sido o nosso foco”, afirma a gerente.

 

Pensar com clareza – Um estudo americano feito pelo grupo College Board, (veja aqui), envolvendo funcionários de 120 empresas verificou que 40% delas oferecem treinamentos em redação empresarial para seus colaboradores, e também aponta essa tendência à sofisticação de cursos do tipo, embora tenha sido realizada na década passada. Os entrevistados declararam que escrever com clareza significa pensar com clareza. Para eles, boa escrita vai além da gramática, é a habilidade de se expressar com sentido retórico e lógico.

 

Um exemplo que se tornou comum, segundo Ana Catarina, é o funcionário que costuma escrever e-mails extensos e, logo depois de enviá-los, telefona para os destinatários demonstrando insegurança quanto à clareza de seu texto. Deslizes como esse atrasam as atividades, prejudicam os resultados e até a imagem do profissional e da empresa.

 

As novas ferramentas de treinamento com o tema (testes de idiomas e de redação, por exemplo), também tiveram que se adaptar a essa nova realidade. Na Scritta, por exemplo, já está se tornando comum a variação de modalidades possíveis para avaliação online, com exames distintos em redação, teste escrito (múltipla escolha) e avaliação oral, por exemplo. O cliente define como será o teste de nivelamento linguístico, ou seja, se ele precisará das três modalidades para o seu processo ou não; se o teste será único ou de conteúdo randômico; grau de dificuldade; número de questões e, consequentemente, duração do teste; nota de corte; formato do relatório de aproveitamento. A metodologia também mudou. A avaliação oral poderá ser realizada presencialmente, por Skype ou gravação de vídeo em plataforma própria para isso.

 

Além disso tudo, não se pode descuidar do apoio “convencional”. As empresas podem estimular o tempo todo os funcionários a ficarem sempre atentos ao cuidado com o texto. Oferecer uma biblioteca com livros sobre escrita empresarial e manuais é um bom começo. Usar a intranet da empresa para publicar dicas de redação, testes de conhecimento também pode ajudar. Há ainda e-books na internet sobre o tema que podem ser facilmente compartilhado entre os colaboradores.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
1 Comentário

Comentários

Valdivia Gomes / 12 de dezembro de 2014 em 15:34

Por favor quero fazer um curso a distancia, alguém pode me indicar? Tenho interesse em redação e texto, segurança do trabalho, cidadania, meio ambiente, e sautentabilidade

Deixe um comentário

Adcionar o comentário para esse post

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×